Bike Sampa

O Bike Sampa foi o primeiro sistema de empréstimo de bicicletas implantado na cidade de São Paulo, numa parceria entre a Prefeitura Municipal de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, e as empresas Serttel/Samba, com apoio do Banco Itaú.

Este é um projeto de sustentabilidade que visa introduzir a bicicleta como modal de Transporte Público saudável e não poluente, colaborando com a mobilidade da cidade.

São mais de 250 estações de compartilhamento distribuídas em pontos estratégicos da cidade, onde o usuário cadastrado pode retirar uma bicicleta e utiliza-la gratuitamente por até 60 minutos, após o período de gratuidade o uso da bicicleta é tarifado.

Veja o mapa com as Estações do Bike Sampa e planeje a sua viagem. 

Estação Cinemateca
Estação Cinemateca

O Programa Bike Sampa começou com dez estações de compartilhamento, na região da Vila Mariana, com cerca de dez bicicletas em cada estação. Aos pouco foi se expandindo para outros bairros, como Jardins, Vila Nova Conceição, Brooklin, Moema, Pinheiros, Perdizes, Vila Madalena, Bela Vista, Aclimação, Higienópolis, Bom Retiro, Belém, Mooca, Tatuapé, Penha e Vila Matilde.

Estação Joaquim Eugenio de Lima
Estação Joaquim Eugênio de Lima

As bicicletas ficam disponíveis aos usuários todos os dias da semana, das 6h às 22h. O usuário pode fazer gratuitamente quantas viagens quiser durante o dia, respeitando a regra de uso que consiste em viagens de até 1 hora com intervalos de 15 minutos entre cada uma delas. Caso ultrapasse o período de 1 hora, será tarifado R$5,00 a cada hora excedente.

Para utilizar o Sistema, o ciclista precisa ser maior de 18 anos e preencher um formulário no site da empresa para se cadastrar. O usuário deverá fornecer os dados do seu cartão de crédito, onde será debitado um valor de R$10,00 (caução), que será devolvido quando o usuário cancelar o cadastramento. Lembramos que o Programa Bike Sampa é gratuito, e o cartão de credito é apenas uma garantia de utilização para quando houver a tarifação dos minutos que excederem o período de gratuidade.

No inicio do programa, o usuário só conseguia liberar a bicicleta através do seu smartphone (aplicativo ou chamada telefônica). Em 06 de Maio de 2013, foi implantado um projeto piloto em três estações do Bike Sampa, integrando o Bilhete Único ao sistema de compartilhamento de bicicletas. A partir de 2014, o Bilhete Único passou a funcionar em todas as estações do programa. Basta que o usuário vincule o Bilhete Único ao seu cadastro, e o seu cartão de transporte estará habilitado para fazer a retirada de bicicletas. O Bilhete único passou a ser mais uma opção de liberação da bicicleta, mas nenhum valor poderá ser debitado nele. Caso haja cobrança de tarifa de horas excedentes, esta será feita no cartão de crédito cadastrado pelo usuário.

BS_Bilhete Unico2        BS_Bilhete Unico

Para conhecer todos os detalhes do Programa Bike Sampa acesse aqui.